História

Imprimir
Categoria: Agrupamento
Publicado em:

A Escola Preparatória do Crato começou a funcionar no ano letivo de 1977/1978 em instalações cedidas pela Câmara Municipal.

Em 1985, pelo Despacho 21 MES/85, o Ministério do Equipamento Social, em conjunto com o Ministério da Indústria e Energia, determina a construção de um edifício que vise «desenvolver o estudo de materiais e novas tecnologias para aproveitamento das potencialidade da energia solar» e «que a escola a construir constante do mesmo despacho conjunto seja erguida no concelho do Crato».

No ano letivo de 1987/1988, procede-se à mudança de instalações, transferindo-se a escola para o atual edifício.

Pelo Despacho Conjunto 19/SERE/SEAM/90, de 6 de março, o Ministério da EDucação inicia uma experiência de integração dos três ciclos do ensino básico, criando, a título experimental, quatro escolas integradas:

  • Alcoutim (DREA);
  • Crato (DRES);
  • Febres (DREC);
  • S. Martinho do Campo (DREN).

Em 1992, pelo Despacho 45/SEEBS/SER/92, é aprovada a lista de escolas básicas de nove anos, constando na lista, da então Direção Regional de Educação do Sul, a Escola C+S do Crato.

A 24 de dezembro de 1993 é publicada a lista de escolas básicas integradas a funcionar em regime de experiência pedagógica, a partir do ano letivo de 1993/1994, onde consta a EBI do Crato.

O Despacho 57-I/ME/98 cria, no âmbito da Direção Regional de Educação do Alentejo, o Agrupamento de Escolas do Crato.

Em 2000, procede-se a novo ajustamento do parque de estabelecimentos de ensino e pela portaria 647-B/2000 de 22 de agosto, emanada dos Ministérios das Finanças, da Educação e da Reforma do Estado e da Administração Pública, é criada a Escola Básica do Crato.

Finalmente, a 29 de dezembro de 2005, pela Portaria 1329/2005 e no âmbito do reordenamento escolar, é criada a EBI/JI Professora Ana Maria Ferreira Gordo, Crato.

 

2011. Custom text here
Powered by Joomla 1.7 Templates and website hosting reviews